Artesanato em madeira para decoração

Artesanato em madeira para decoração e utensílios

Foto/ Catharina Apolinário

A madeira é uma ótima matéria-prima para artesanatos e as técnicas para confecção das peças possibilitaram maior sofisticação e beleza, sem perder o aspecto rústico da madeira. A Mega Artesanal contou com muita madeira em forma de arte, e mostraremos algumas pra você. Confira:

Marchetaria natural - A marcheteria é uma técnica de artesanato em madeira que consiste em incrustar, embutir ou aplicar peças recortadas de madeira, marfim, metal e de outros materiais de cores diversas sobre peça de marcenaria a fim de formar desenhos.

As primeiras peças encontradas com utilização de incrustação têm registro de 350 a.C. Na Europa, América do Norte e Austrália há muitos atêlies de marchetaria e associações de marcheteiros que mantém as antigas tradições da Arte em Madeira e restauram obras antigas.

A marcheteria natural apresentada pela Sl Artesanato, em exposição na Mega Artesanal, era composta por peças como bandejas, porta-retrato, porta-jóias, caixas, tampos de mesa entre outras peças criativas.

Madeira e osso - Bijouterias e peças de osso e madeira fizeram parte das peças da Oficina Artesanal Darkiewicz. Diretamente do Sul do país. As peças brilhantes e bonitas reúnem a sofisticação de grande bijouterias com o estilo alternativo da madeira e osso. No final a composição da peça é super atraente.

Cenário Sustentável - Um cenário foi montado na Mega Artesanal com artigos sustentáveis, a maioria das peças era de madeira e palha, como mostra a galeria:

Filigrana na madeira - Os recortes de madeira são uma técnica européia muito antiga. As peças são recortadas a mão, uma por uma, com serra tico-tico de bancada. Um trabalho de paciência e precisão. A oficina Arte na Serra levou para a Mega Artesanal a antiga técnica ensinada nas escolas nos anos 50. Há 3.000 anos os Egípcios já faziam cortes para aplicar em móveis e a partir de 1800 a técnica se tornou popular na Europa e América.


No Brasil, o trabalho chegou a partir de imigrantes europeus, que ensinavam a técnica nas escolas até os anos 60. Mas houve a partir daí a industrialização dos recortes. A oficina continua utilizando a serra tico-tico de bancada, mas o antigo pedal foi substituído por um pequeno motor.

Por Catharina Apolinário

Comente

Assuntos relacionados: artesanato artesanato em madeira